No país do #futebol a #educação fica em 88º lugar

Para reflexão!
O Brasil foi a segunda melhor seleção de futebol nas olimpíadas de Londres e todo mundo achou ruim e botaram a “boca no trombone” criticando o treinador e jogadores. Agora! O Brasil possui a 6ª economia do mundo, fica em 88º lugar na educação, ocupa o 72º lugar do ranking da OMS em gasto per capita em saúde, é o 84º no IDH E O 3º pior índice de desigualdade do mundo e as pessoas permanecem preocupadas com o resultado da seleção da brasileira ou desfecho da novela das oito! Em outubro teremos eleição. Avalie se o diretor da novela da vida que escolheste ou o treinador de seu time está fazendo alguma coisa para mudar esse estado de coisas!

A grande maioria dos atletas brasileiros possuem apenas o ensino fundamental. O resultado das Olimpíadas de Londres mostra o pequeno incentivo, que um país com a economia do tamanho da do Brasil, dá a seus atletas, e também deixa bem claro que e desafio dos esportes é o desafio educacional e da qualidade de educação.

Seleção masculina tropeça de novo e é prata

Quando chegou à Grã-Bretanha, a Seleção Brasileira masculina de futebol era apontada como favorita absoluta ao ouro nos Jogos Olímpicos de Londres. No entanto, deu “zebra” na final, com a vitória do México por 2 a 1, e a equipe do técnico Mano Menezes acabou com a terceira medalha de prata para o País na história.

O favoritismo do Brasil nos Jogos Olímpicos era latente não apenas pelo poderio da Seleção, que contava com craques como Neymar, Oscar e Leandro Damião no ataque e Marcelo e Thiago Silva na defesa, mas também pela dada fragilidade dos adversários.Rival histórica do Brasil, país do melhor jogador do mundo atualmente e campeã olímpica em Pequim 2008, a Argentina não conseguiu classificar-se para Londres. Times europeus como a Grã-Bretanha ou Espanha se viram desfalcados por conta da disputa da Eurocopa semanas antes da Olimpíada. Um cenário bastante favorável para o futebol pentacampeão do mundo.

Conforme a competição foi se desenrolando, o status de provável campeão se consolidava na mente dos brasileiros. Antes da final, o time fez três gols em todas as partidas e passou por Egito, Bielorrússia e Nova Zelândia na primeira fase, além de Honduras e Coreia do Sul no mata-mata.

No entanto, um gol logo aos 28s de jogo na final reacendeu toda a desconfiança ao redor de uma Seleção que nunca conquistou a medalha de ouro olímpica. Abalada, a equipe não conseguiu levar perigo ao México, que ainda ampliou o marcador na segunda etapa. O jogo acabou 2 a 1, e o Brasil ficou com a prata, um verdadeiro vexame, dada a esperança e confiança depositadas no time verde-amarelo para a conquista do ouro.

fonte: Terra

Anúncios