#Telefonia no Brasil: Veja o que dizem as pessoas nas ruas #21 é #HOJE

Hoje é dia de desligar o celular por uma hora, do meio dia às 13:00 horas, esse movimento vem crescendo no Brasil! A tua participação é importante para mudar esse quadro de espoliação contra os usuários de telefonia no país. Não concorde que o Brasileiro pague a segunda tarifa mais cara do mundo e receba um serviço de péssima qualidade! Quer ver o respeito deles contigo? Experimente ligar para um serviço de telemarketing de sua operadora.

“Eu acho os preços salgados, não sei por que não fazem mais barato, não estou contente não! Eu tenho telefone da OI e da Claro, mas é uma concorrência, deveria ser tudo igual, se não se torna mais caro de uma operadora para outra.
Dia 21 desligar por uma hora! Eu vou desligar todos os meus 3 celulares!”
Christian Melo_32 anos_Auxiliar de Manutenção.

“Celular é um roubo do qual eu não compactuo” _ José Augusto Rangel Reis _65 anos_aposentado

“Eu acho injusto, a gente põe crédito, não fala quase nada, aí já se foi o crédito e tem que carregar de novo. Ganha bônus mas somente para uma operadora, se tiver que ligar para outra operadora já não têm como ligar. Eu uso só a Claro, e quando termina meu crédito não posso mais usar o telefone para ligar para outra operadora. O bônus teria que ser utilizado para todas as operadoras para ter bom proveito do crédito que colocamos”. Rogenes Juliano de Oliveira _ 35 anos_ comerciante.

“Eu uso a OI e a Claro, e não ligo para outra operadora. Se alguém me der contato da Tim e da Vivo pode esquecer que eu não ligo. Eu só uso as operadoras que me dão bônus”. Luciane Machado_39 anos_ Funcionária Pública.

“Eu pago caro pelo celular, acabo de sair de duas pesquisas, duas concorrentes e elas estão muito próximas, quer dizer: para consumidor não existe benefício nesta concorrência. Este mercado é muito controlado e não é a concorrência que a gente imagina e a tarifa é cara”. João Luiz Goularte Souza_50 anos_ Comerciante.

Anúncios

#Santa Bárbara do Sul precisa da sua #ajuda! Colabore com essa Campanha

foto ZH

SOS – Seja solidário com as famílias de Santa Bárbara do Sul, no noroeste do RS, que perderam suas casas, suas roupas, seus projetos de uma vida toda.

O forte temporal que arrasou a cidade no ultimo sábado deixou diversas pessoas sem um teto. Hoje elas estão recolhendo o que sobrou em meio aos escombros e você pode ajudar.

Deposite uma quantia qualquer, o que estiver ao seu alcance na

CONTA CORRENTE 040.108.420-0
Ag 0341 – Banrisul
E ajude a recuperar Santa Barbara do Sul

Ontem quando visitava Santa Barbara do Sul, cidade que foi atingida por uma tormenta deixando rastros de destruição, acompanhando uma equipe da prefeitura que fazia a inspeção quando alguém me perguntou vendo as centenas de casas destruídas. Isto é castigo deputado? Respondi isso é consequência da ação irracional do homem na natureza, Deus não castiga dessa forma punindo o inocente com o pecador, enquanto outros pecadores ficam livres do castigo para continuar no pecado. Ele replicou-me, mas, se Deus tem controle por que não impediu isso? Respondi-lhe, nem sempre o amor de Deus nos livra da consequência de nossos erros, é a lei da semeadura, da causa e o efeito, mas, nesse caso específico Deus interviu a favor das vidas humanas que foram poupadas. Aqui se nota o controle de Deus a favor do homem, Deus permitiu a ação do tempo sobre aquilo que é material e não sobre as vidas humanas. Continuando a visita deparei-me com o Pastor Leonel da Assembléia de Deus de Santa Barbará do Sul no telhado de uma das casas atingidas pelo temporal auxiliando na reconstrução da casa de umas das famílias mais carentes. Parabéns pastor Leonel Assis de Lima! ” Pastoreai o rebano de Deus que há entre vós, não por constrangimento, mas espontaneamente, como Deus quer, nem por sórdida ganância, mas de boa vontade.” 1 Pedro 5:2.

Meteorologistas ainda analisam fenômeno que deixou, pelo menos, 20 casas destruídas. Foto: JC

Santa Bárbara do Sul aguarda verbas federais

O forte temporal que atingiu o município de Santa Bárbara do Sul, na noite de sábado, deixou cerca de 40% da área urbana prejudicada. O município, que está localizado na região Noroeste do Estado e que possui cerca de oito mil habitantes, ainda espera para obter o decreto de situação de emergência e receber recursos federais. A homologação pode levar até 20 dias, mas a Defesa Civil Estadual está trabalhando pela redução do prazo para 48 horas.

Conforme explica o sargento Soska, da Defesa Civil Estadual, o levantamento preliminar do incidente contabiliza, até o momento, 123 residências danificadas, 20 destruídas e 50 pessoas desalojadas. Ainda não se sabe quantas pessoas ficaram feridas, mas os bairros mais prejudicados pela ventania foram Leoblein, Centro e Cohab.

De acordo com a Defesa Civil, os serviços devem ser normalizados gradativamente, desobstruindo os locais e vias afetadas, recolocando postes e recolhendo os destroços das ruas. Os bombeiros e uma equipe da Defesa estão atendendo às situações emergenciais dos moradores desde domingo. “A nossa equipe está fazendo um levantamento referente aos subsídios necessários para a comunidade. Há muitos desabrigados”, garante Soska.

O temporal, com ventos que se aproximaram de 150 e 200 km/h, também interrompeu o abastecimento de energia elétrica. Além disso, provocou a queda de uma das torres de telefonia celular do município, deixando a população sem sinal e impossibilitando avaliações mais precisas do acontecimento.

Análise preliminar da MetSul Meteorologia apresenta probabilidade de que um tornado tenha se formado e atravessado parte da área urbana de Santa Bárbara do Sul. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) ainda não confirmou se o que ocorreu na cidade foi, de fato, um tornado.

Para suprir as dificuldades, a Defesa Civil Estadual lançou a campanha SOS Santa Bárbara. Os donativos, principalmente cobertores, colchões e material de higiene, devem ser entregues na central de doações localizada no Centro Administrativo do Estado, na Capital, das 8h às 18h30min, inclusive aos fins de semana.

Além disso, recursos financeiros podem ser depositados na conta do Fundo Municipal de Defesa Civil da Prefeitura de Santa Bárbara do Sul (PMSBS) no Banrisul – Agência 0341, conta-corrente nº 0401084200.

Fonte: Jornal do Comércio